• Mobiltracker

O que fazer com o carro em caso de alagamento?



Essa semana, algumas regiões do nosso país foram fortemente atingidas pelas chuvas, deixando muitos motoristas em maus lençóis. Nessas horas, surge a dúvida: O que fazer com o carro em caso de alagamentos? Além dos riscos ao motorista na hora, a passagem por áreas alagadas podem deixar sequelas no veículo, que serão percebidas somente no longo prazo.

Primeiramente, é importante destacar que em caso de previsão de temporais, saia somente se não tiver como evitar. Buscar rotas alternativas desviando de trajetos que costumam alagar também é uma boa opção. Mas se você já está na rua e o temporal chegou, confira as dicas abaixo para minimizar os danos ao seu veículo:

1. Reduza a velocidade: Dirija o veículo em baixa velocidade, mantendo uma rotação maior e constante ao motor, em torno de 2.500 RPM. Isso diminui a variação do nível da água e seu respingar junto ao motor, dificultando sua admissão indevida e a contaminação de componentes eletroeletrônicos, melhorando a aderência e a dirigibilidade do automóvel.

2. Evite o câmbio automático: Se o seu veículo possuir câmbio automático, coloque-o na posição 1, de trocas manuais. Assim, ele não desenvolverá tanta velocidade, sendo possível imprimir uma rotação maior ao motor. Outra possibilidade é alternar, manualmente, a troca de marchas entre “N” e “1”, de modo a manter a velocidade do veículo baixa durante o trecho alagado, sem descuidar da rotação do motor, sempre em torno de 2.500 RPM.

3. Se o motor morreu, aguarde: Não tente dar a partida se o carro apagar. Mantenha o motor desligado e empurre o veículo até um posto de gasolina ou outro abrigo. Leve-o para uma oficina mecânica tão breve seja possível. Passar por um alagamento, pode ocasionar diversos problemas como contaminação do óleo da transmissão, do(s) eixo(s) diferencial(is), no caso de veículos com tração traseira ou mesmo quatro por quatro, o que determina a redução da vida útil dos componentes integrantes desses conjuntos, além de riscos acentuados de falhas na embreagem, suspensão e freios.

4. Observe a altura da água: Evite trafegar em trechos onde a água exceda o centro da roda. Se perceber o risco de ultrapassar essa marca, faça o retorno ou pegue outra via.

5. Desligue o ar condicionado: Não utilize o ar condicionado. Com isso, você evita que alguns componentes joguem água na tomada de ar do motor, reduzindo o risco de calço hidráulico. Independente, solicite uma higienização completa após a enchente, pois em função da umidade aumenta a proliferação de fungos e bactérias.

6. Visite a oficina após o alagamento: Caso não consiga evitar a travessia em um alagamento, faça um check-up preventivo o mais breve possível. Assim você corrige possíveis alterações do sistema de injeção eletrônica evitando problemas futuros como maus contatos, que podem gerar grandes transtornos.

Os chamados “carros de enchente” possuem diversos problemas ocultos que se manifestarão somente no decorrer do tempo. Por isso, protegendo seu carro de alagamentos você estará garantindo a sua segurança e a da sua família. Observe essas dicas e boa viagem!

Equipe Mobiltracker

#DicadoMobiltracker #SegurançaVeicular #DicasdeSegurança

1 visualização
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
mouse (1).png

© 2013 - 2020 Mobiltracker . Plataforma de Rastreamento