• Mobiltracker

Tudo sobre CHIPS para Rastreadores

Você já teve dúvidas sobre CHIPS para rastreadores? Qual o melhor tipo de CHIP? Qual a melhor operadora? Existe um CHIP melhor do que outro? Vamos responder todas essas dúvidas nesse Blogpost.


Primeiro, um esclarecimento: Existem diversos mitos e fake news sobre chips para rastreamento sendo divulgados na internet que podem confundir um usuário iniciante. Temos um vídeo abordando alguns mitos comuns sobre chips. Clique aqui para assistir.


A primeira coisa que você precisa saber é que não existe um chip melhor do que outro. As vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de chips de telefonia, também conhecidos como simcards, dependem da sua necessidade.


Agora, vamos falar sobre tipos de simcards para que você possa fazer sua escolha.


1) CHIPS Comuns:


Chips comuns são normalmente utilizados para celular

Esse é o mesmo tipo de chip usado em celulares. É recomendado para usuários iniciantes, por serem fáceis de obter e por terem uma configuração mais simples.


Caso você tenha um rastreador com modo escuta, ou por qualquer outro motivo, precisa que o aparelho tenha envio de SMS ou comunicação de voz a todo momento, este também é o tipo de chip para você. Chips M2M, que mencionaremos a seguir, não possuem canal de voz. Clique no link na descrição do vídeo para saber mais sobre o Modo Escuta.


Muitos dizem também que as operadoras bloqueiam esse tipo de chip assim que são inseridos em rastreadores, porém isso não é totalmente verdade. Clique aqui e saiba mais sobre o bloqueio de chips comuns.


2) CHIPS M2M:


Chips M2M são utilizados para comunicação entre máquinas

Este tipo de chip é feito para comunicação entre máquinas. O nome M2M vem do inglês Machine to Machine - traduzindo, de Máquina para Máquina.


O envio SMS desse tipo de chip é desativado por padrão e deve ser ativado pela operadora quando necessário, tornando a configuração um pouco mais complexa. Listamos abaixo alguns problemas que usuários iniciantes possam ter com esse tipo de chip:

  • O chip pode chegar desativado. Desta forma o usuário não conseguirá usar o chip para rastreamento a menos que contate a operadora;

  • Não saber o número do chip ou a APN. Essas informações são essenciais para a configuração do equipamento rastreador

  • O chip é comprado através da internet. Por conta disso, muitas vezes é difícil obter o suporte adequado para configurar e usar o rastreador.


Por todos estes motivos, os chips M2M são recomendados para usuários experientes.


Dica: Escolha uma operadora que permita a ativação do envio de SMS para que seja possível fazer um diagnóstico remoto do rastreador em caso de problema.


3) CHIPS M2M Multioperadora:


Chips multioperadora se conectam com diversas redes

Existem chips M2M capazes de se comunicar com antenas de qualquer operadora, escolhendo a rede com o melhor sinal na área onde estiver o rastreador.


Isso é útil caso você more em uma região onde o sinal das principais operadoras de telefonia é fraco. A configuração e utilização de chips multioperadora podem ser complexas, portanto, este tipo de simcard é recomendado para centrais de rastreamento.


4) CHIPS M2M Mobiltracker:


Nossos chips oferecem praticidade e custo-benefício

A Mobiltracker, nossa plataforma de rastreamento, vende chips M2M. Utilizando nossos chips, faremos a configuração por você sem nenhum custo extra, e assinando um de nossos planos Premium, o custo é um dos menores do mercado.


Para usuários Mobiltracker, esta é a melhor opção. Utilizando nossos chips, nossos usuários ganham praticidade, qualidade e baixo custo.


E aí, curtiu? Já sabia dessa novidade? Fique por dentro dos nossos novos conteúdos acessando o nosso canal no YouTube.


Equipe Mobiltracker

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo